Carina Caldeira

Carina Caldeira

Boas energias atraem boas energias. Não é novidade, mas nem sempre é fácil encontrar uma pessoa que, genuinamente, emane e personifique essas vibrações. E se, para além disso, quisermos acrescentar simpatia e carisma inquestionáveis, então aí acreditamos que a lista ficará reduzida a meia dúzia de pessoas e, muito possivelmente, encabeçada pela nossa convidada desta semana: Carina Caldeira.

É incrível constatar que toda a gente com quem falámos e que já tiveram o prazer de a conhecer, partilha da mesma opinião: não há como não amar! Metaforicamente falando, é como se por uns breves segundos surgisse um pequeno arco-íris que viria a destronar o reinado de uma nuvem cinza num momento menos colorido do dia.

Adora brilho, peças statement e cor, tudo o que reflicta a sua personalidade forte, alegre e exuberante. Esse foi o ponto de partida, queríamos explorar um set que apresentasse brilho, mas com uma abordagem contemporânea que se adaptasse à personalidade ecléctica da nossa convidada.

As malhas metalizadas que se assemelhavam a uma lava de ouro líquido trouxeram o toque edgy. Carina trouxe o brilho natural, a boa disposição, o sorriso e a beleza

 

Fotografia: Maria Rita

Styling e texto: Margarida Marinho

Maquilhagem: Joana Bernardo

Cabelos: Fábio Oliveira com produtos Redken (L´Oreal Beauty Partner)

Ler Intro

13

Carina

Sempre teve o dom de comunicar, de quebrar o gelo. É uma pessoa de pessoas e o seu percurso traduz precisamente isso. Talvez a sua “costela nortenha” acentue ainda mais esse “à-vontade” e essa naturalidade para receber e abraçar.

Começou por tirar Ciências da Comunicação porque adorava ler e escrever, mas não só. Sempre esteve mais ou menos ciente de algumas características que lhe são inatas e, ao contrário do que temos vindo a assistir nos últimos tempos, o profile match perfeito. Ainda hoje continua em televisão e diz que: “Quando se começa, o bichinho fica sempre lá!”. Entretanto, já passou por alguns países e sempre sem medo de experimentar outras áreas e lançar-se a novos desafios.

Ainda frequentava a faculdade quando participou num casting para o Porto Canal, foi seleccionada e acabou por ficar por lá. Se inicialmente a área do jornalismo lhe parecia a mais certa, esta experiência veio abalar todas as certezas e apresentar novos caminhos.

2 anos e alguma experiência acumulada depois, fizeram com que sentisse um ímpeto e uma necessidade de investir na sua formação, de abrir horizontes e crescer. First Stop? Nova Iorque e não podia ter sido melhor. Embarcou nesta aventura a dois, com o seu actual marido, e por lá ficou durante quatro anos.

Começou em grande, tirou um curso de representação na New York Film Academy (tendo em conta que não havia nada especificamente voltado para apresentação). Desengane-se, porém, se pensa que teremos uma actriz ou uma eventual carreira dentro da área; já teve uma experiência, sim, mas que apenas serviu para comprovar que não era bem por ali.

Acho que sou demasiado espontânea para conseguir encarnar outras personagens totalmente diferentes de mim.

Na verdade, este curso deu-lhe algumas ferramentas que considera muito úteis para a sua profissão, para a sua expressividade e postura em televisão, but that’s it! Seguiu-se um curso de “affiliation” na NBC. Um ano de acesso privilegiado a outra área, ainda que dentro da televisão e da comunicação, mas na vertente da informação, pura e dura. Um registo diferente e importante no sentido em que aprofundou diversas skills, mas, ainda assim, fora das suas love areas.

Na cidade onde praticamente tudo acontece e, muito provavelmente, em primeiro lugar, Carina não baixou os braços e aproveitou ao máximo. Como a maioria dos mortais, são vários os interesses que vão surgindo e crescendo connosco. Sabemos que Carina adora comunicar, é certo, mas foi também desenvolvendo uma relação umbilical com a moda. Na verdade, as duas são formas de comunicar, uma verbal e outra mais inspiracional. A moda é uma extensão de si, que se exprime através de formatos, cores, materiais, coordenados e cortes que reflectem nada mais do que a sua personalidade e identidade. Precisava de saber mais, de dar forma e corpo a essa sensibilidade e espaço a essa relação de amor.

Seguiu-se um estágio na conceituada publicação Interview. Best way to start! Um “abre olhos”, talvez seja a melhor definição:

Foi bom, mas acima de tudo, foi importante na medida em que consegui ver como a indústria funciona efectivamente: o ritmo, a cadência e as exigências do mesmo. Cheguei lá cheia de força, vontade e entusiasmo, com um percurso que me dava já alguma preparação, mas percebi que não é tão fácil entrar e que nem sempre podemos começar por fazer as coisas de que mais gostamos.

Foram as tarefas e hierarquias que foi conquistando, que a levaram a conseguir dedicar-se um pouco mais a áreas de que gostava, tal como, escrever para o website da respectiva publicação um artigo sobre a marca de eyewear Oliver Peoples e a possibilidade de acompanhar um shooting. #devilwearspradaresemblances?

Mas Carina não ficou por aqui. A partida tinha sido dada e estava na cidade onde tudo pode acontecer. And so it was, com o conceituado FIT, Fashion Institute of Technology, bem ali ao lado. Carina não demorou a inscrever-se no Curso Styling e Consultoria de Moda, que frequentou durante um ano e do qual ainda hoje tira partido dos conhecimentos que adquiriu.

De acordo com a rotação da terra, foram 4 anos, porém, em termos de rotação emocional, de evolução intelectual e de experiência de vida, Carina perdeu a conta de quantos anos terá representado. Anos de transformação e aprendizagem; anos de pequenos prazeres semelhantes aos que vamos secretamente cobiçando e imaginando ao longo de uma vida a assistir a séries que já praticamente não conseguimos dissociar de nós. Carina had it all!

Morávamos em East Village e optámos por levar os nossos cães para NY. Das coisas que ainda hoje recordo e que mais prazer me davam a altura, era a de acordar de manhã, sair, ir buscar um café e caminhar até ao dog park mais próximo. Conhecia sempre pessoas diferentes e divertia-me imenso. Os americanos são de elogiar e de dizer, sem qualquer tipo de constrangimento” OMG! Your jeans are beautiful!”.

Inicialmente, dissemos que Carina tinha vivido em países diferentes, certo? Nova Iorque não foi o único destino. Next stop? Nada mais do que a cosmopolita capital espanhola- Madrid.

Foram juntos, de novo, Carina e Francisco Cardia, produtor de música e actual marido. Carina foi convidada a apresentar um programa de Personal Shopping na televisão Bienestar.

Aí ficaram durante um ano até que surgiu a vontade de voltar para casa, entenda-se, Portugal.

Voltou para a RTP onde apresentou o programa Soccer Cities que a levou a viajar pelo mundo todo à procura dos mais incríveis players do mundo do futebol- José Mourinho e Káká, são apenas dois dos exemplos. Uma experiência maravilhosa que se estendeu por cerca de 3 anos e que a levava a explorar uma outra área pela qual sentia uma proximidade grande e de longa duração, muito por influência da figura paterna - o futebol.

Desde então, foram-se seguindo alguns projectos que culminariam no Glitter Show, programa semanal que apresenta desde 2017 no Porto Canal.

Vive em Lisboa, mas desdobra-se entre a capital e a sua cidade natal, onde vai gravar o programa e aproveita sempre para rever a família e os amigos e, claro, passar pela pastelaria Juquinha para matar saudades dos deliciosos ”doces húngaros” ou de um croissant na pastelaria Ribeiro.

Lisboa é a sua casa, mas é no Porto que estão as suas raízes.

Ler Capítulo 1

23

Tailormade

O título tem tudo a ver com o projecto e a verdade é que Carina revelou, em primeira mão, algumas das novidades que estão prestes a estrear e que apenas confirmam a teoria.

Quando falamos em Tailormade, falámos num programa completamente feito à sua medida, aliás, Carina brinca e diz que chega a ser uma “control freak”, no sentido em que a entrega é tão grande que não quer que nada seja deixado ao acaso e “mete a mão em tudo”. Existe um ADN, uma identidade cuja base acaba por reflectir muito da personalidade da nossa convidada, daí que a responsabilidade é maior e requer uma proximidade muito grande.

Características de uma pessoa decidida, feliz e que sabe o que quer:

 Sou uma sortuda, sinto que tenho de agradecer por tudo o que tenho e o que já consegui fazer. Às vezes, com as nossas rotinas aceleradas, não temos tempo para parar e pensar em tudo aquilo que já conseguimos alcançar e agradecer por tudo o que temos.

Esta paragem e introspecção deveu-se, também, a um motivo em particular. As alterações no programa exigem a entrada de um novo membro trazendo uma lufada de ar fresco, novas perspectivas, aliadas ao facto de dar oportunidade a novas pessoas de realizarem um sonho e alcançarem objectivos. Durante o casting, foram imensas as pessoas que se candidataram por se identificarem com o programa e isso foi algo para a qual não estava preparada e nunca tinha imaginado:

 Foi um choque de realidade, ler tantas candidaturas e mensagens de pessoas que se identificavam e que queriam muito fazer parte deste projecto! Foi muito importante!.

 Avassalador, mas que, ao mesmo tempo, trouxe ainda mais força para esta mudança.

No Glitter Show, Carina recebe sempre um convidado principal que entrevista e, no decorrer do programa, complementa com rubricas que nada mais são do que um trabalho de curadoria, onde divulga projectos inovadores, com identidade, pessoas empreendedoras, trabalhos lindos e spots super cool que merecem ser conhecidos.

Se até aqui a entrevista era feita em estúdio, agora, será sempre em exterior e numa location que traga ainda mais ritmo e interesse para o programa. Quanto às rubricas esperam-se, também, muitas novidades.

We can’t wait!

Ler Capítulo 2

33

Glitter and Unicorns

Quando pensamos na nossa convidada, existe uma clara associação com o universo do Glitter e do mundo imaginário e fantástico dos unicórnios. Porém, não nos quisemos apenas prender a esse ponto de vista um tanto ou quanto comum e quisemos tentar entender de onde poderia vir essa relação.

É evidente a sua preferência por brilhos, desde tenra idade, mas mais do que tudo, pelo que significa, por estar a associado a leveza, boa disposição, energia e uma boa dose de coragem. Tal como quando falámos em unicórnios, criaturas mitológicas que, para além de animais dóceis e imensamente belos, possuem algo de indomável e imprevisível.

Se extrairmos algumas características da nossa convidada e se olharmos bem para o seu percurso, para o facto de não se render ao óbvio, de querer apostar e desafiar-se, sem nunca se levar demasiado a sério, então, conseguimos entender que existe um fio condutor e que este amor acaba por fazer todo o sentido!

Obrigada Carina!

Ler Capítulo 3
El Corte Inglés Logo

© 2017 L Manifesto