Directa, focada, honesta, criativa, teimosa e atenta – é assim que Débora Rosa se define. Aos 23 anos, Débora conta com mais de 55 mil seguidores no Instagram, viagens a Londres e Nova Iorque, e inúmeras colaborações com marcas de moda – tudo graças ao seu sucesso nas redes sociais. Fomos saber mais sobre esta it girl portuguesa, apaixonada por moda e nutrição, e descobrir o que verdadeiramente a inspira.

 

Texto: Filipa Leal

Fotografia: Soraia do Carmo

De origem Madeirense, Débora está em Lisboa há cerca de 5 anos.  Além do Mestrado em Doenças Metabólicas e Comportamento Alimentar, que está a tirar na Universidade de Medicina, Débora faz também alguns trabalhos na área da moda, como pesquisa  de imagens e composição de artigos para a plataforma Bloglovin. Embora seja muitas vezes apelidada de fashion blogger, não se considera uma e confessa que não aspira a esse título.

 

Há muitas pessoas que te apelidam de blogger. No entanto, a verdade é que o teu sucesso teve início numa página do Tumblr, onde publicas imagens de inspiração. Fala-nos um pouco sobre a tua história... Qual a tua ligação com a moda?

Isto vai soar cliché, mas desde a altura em que brincava com barbies até agora, sempre amei moda e artes. Considero a moda como uma forma de arte e, para mim, é muito mais do que pedaços de tecido juntos e tendências; penso sempre para além disso, na razão e na inspiração que levou à criação daquela peça. Por isso, sempre tive necessidade de pesquisar e saber mais sobre este mundo. Actualmente, a minha ligação com a moda é cada vez maior, pois faço trabalhos na área que adoro, como a pesquisa e edição de imagens para marcas e artigos de moda.

 

Quando criaste a tua página no Tumblr imaginavas que terias tanto sucesso?

Criei a minha página no Tumblr como hobby, há 6 anos, simplesmente porque queria guardar e partilhar imagens que encontrava e que, de alguma forma, me inspirassem e inspirassem os outros.

E o que é que te inspira verdadeiramente?

As minhas inspirações vêm de todo o lado, desde artistas como Picasso, Henri Matisse, Helmut Newton,  à arquitectura, passando por stylists e powerful women  como Leandra Medine, irmãs Olsen, Christine Centenera, Garance Doré, Phoebe Philo e a minha mãe, claro! Muitas dessas inspirações  estão associadas ao que vejo no dia-a-dia, adoro observar a maneira como as pessoas mais idosas se vestem e como conjugam peças de uma maneira despreocupada e natural. E, sem duvida, viajar e conhecer outras culturas e ambientes, e ler sobre variados temas - temas que me façam pensar de outra forma, perspectiva e que me façam abrir mais a mente.

 

Como foi para ti o aparecimento do Instagram? Qual a importância desta rede social na tua vida pessoal e profissional?

Quando o Instagram apareceu não criei logo uma conta, ainda estava a descobrir a lógica da aplicação e como as pessoas interagiam. Actualmente, uso o Instagram como partilha de pedaços do meu dia-a-dia, da minha vida, ou seja, é como um backstage da pessoa que gere o Fashion Gone Rouge.

Qual das redes sociais contribuiu mais para o teu sucesso, e qual é a que tem mais importância actualmente?

Acho que ambas contribuíram de diferentes formas. O Tumblr porque me permitiu contactar com pessoas do topo do mundo da moda (e que nunca pensei conhecer), e o Instagram porque me permitiu conhecer e criar amizades com pessoas fantásticas e conectar-me com marcas de renome internacional.

Que experiências já tiveste oportunidade de viver, graças ao sucesso que tens tido nas redes sociais?

Como já referi anteriormente, pude conhecer pessoas extraordinárias do mundo da moda, viajar até Nova Iorque e Londres, usar peças de marcas que sempre gostei e conhecer outras.

 

E como foram essas experiências, nomeadamente as viagens a Londres e Nova Iorque?

Quando fui a Londres tive a oportunidade de conhecer bloggers e marcas. Já tinha visitado a cidade, por isso não foi novidade para mim. Em relação a Nova Iorque, não posso dizer muito do que fiz, por questões de confidencialidade, mas convidaram-me para assistir ao desfile da Yeezy Season 4. Foi a melhor experiência que tive até agora porque conheci editoras de moda, designers, stylists, vi a Anna Wintour, Christine Centenera, Carine Rotfield e, claro, muitas celebridades. Nunca tinha ido a Nova Iorque e esta foi a oportunidade perfeita para explorar e conhecer a cidade. Adorei a experiência e quero voltar!

-Look Total, Sandro-

 

Onde encontrar …

Centro El Corte Inglés Gaia| Porto:

SANDRO: Piso 1

Centro El Corte Inglés Lisboa:

SANDRO: Piso 1